• Sugestões de Melhoria e Reclamações

    Na Universidade de Coimbra, a sua opinião conta.

    Por isso criámos o Sistema Integrado de Melhorias: um canal aberto para a apresentação de sugestões de melhoria ou reclamações, possibilitando assim que o possamos servir cada vez melhor.

    Para manifestar a sua opinião específica sobre a página web UC.PT, clique aqui.

    Obrigada.
    Universidade de Coimbra

    Imagem de teste reCAPTCHA
    Captcha incorrecto.
    Escreva as palavras acima: Escreva os números que ouve:

GUERRAS DA MEMÓRIA | ciclo de seminários abertos

Sessão 3
HISTÓRIA, MEMÓRIA E DEMOCRACIA EM DEBATE
Com Irene Pimentel, Margarida Calafate Ribeiro e Rui Bebiano | moderação de Miguel Cardina
23 de maio, terça feira, 17 horas, Piso 3 - Colégio da Graça

O Centro de Documentação 25 de Abril organiza este ano, entre Janeiro e Maio, em colaboração com o CES - Centro de Estudos Sociais, o ciclo de seminários abertos GUERRAS DA MEMÓRIA. Diversos especialistas apresentarão e debaterão perspetivas sobre temas ainda muito presentes na memória de diferentes gerações e sobre os quais existem pontos de vista diferentes.

A terceira sessão intitula-se HISTÓRIA, MEMÓRIA E DEMOCRACIA EM DEBATE e contará com as intervenções iniciais de Irene Pimentel, Margarida Calafate Ribeiro e Rui Bebiano, sendo a moderação de Miguel Cardina.

Terá lugar no dia 23 de maio, terça-feira, pelas 17 horas. Decorrerá na Sala de Seminários (piso 3) do Colégio da Graça (Rua da Sofia, 138, Coimbra).

BREVES CVS DOS INTERVENIENTES:

IRENE PIMENTEL é licenciada em História pela Faculdade de Letras de Lisboa e doutorada em História Institucional e Política Contemporânea, pela Universidade Nova de Lisboa. Realizou diversos estudos sobre o Estado Novo, o período da II Guerra Mundial, a situação das mulheres e a polícia política durante a ditadura. É investigadora do Instituto de História Contemporânea, tendo coordenado o projeto «Justiça Política na Transição para a democracia em Portugal (1974-2008)». Neste momento realiza o projeto de Pós-Doutoramento «O processo de justiça política relativamente à PIDE/DGS, na transição para a democracia em Portugal». É autora e co-autora de diversos livros, entre os quais se contam: História das Organizações Femininas do Estado Novo (2000), Judeus em Portugal durante a Segunda Guerra Mundial (2006), A História da PIDE (2007), A Cada um o seu Lugar. A Política Feminina do Estado Novo (2011), Salazar, Portugal e o Holocausto, com Cláudia Ninhos (2013), História da Oposição à Ditadura em Portugal. 1926-1974 (2014). Entre outras distinções recebeu o Prémio Pessoa de 2007 e é Chevalière de la Légion d´Honneur francesa.

MARGARIDA CALAFATE RIBEIRO é é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade de Aveiro e doutorada em Estudos Portugueses pelo King's College, Universidade de Londres . É investigadora-coordenadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e responsável pela Cátedra Eduardo Lourenço da Universidade de Bolonha/Camões. Em 2015 recebeu uma bolsa Consolidator Grant do Conselho Europeu de Investigação, com o projeto “MEMOIRS - Filhos de Império e Pós-Memórias Europeias”. Os seus interesses de investigação reúnem memória e pós-memória do colonialismo e do império, identidades, pós-colonialismo e património. Das suas diversas publicações destaca-se: Uma História de Regressos: Império, Guerra Colonial e Pós-colonialismo (2004), África no Feminino: as mulheres portuguesas e a Guerra Colonial (2007), a organização de quatro livros sobre as literaturas africanas de língua portuguesa; e a recente direção editorial das obras: Papéis de Prisão, de José Luandino Vieira (com Mónica Silva e Roberto Vecchi) e O Colonialismo como o nosso impensado, de Eduardo Lourenço (com Roberto Vecchi). 

RUI BEBIANO é licenciado em História e doutorado em História Moderna e Contemporânea pela Universidade de Coimbra. É professor da Faculdade de Letras de Coimbra e investigador do Centro de Estudos Sociais. Nos anos 80-90 trabalhou no barroco político e nas representações da guerra. Nas últimas décadas tem estudado temas de história da cultura e das ideias na segunda metade do século XX. Os seus atuais interesses são a história do tempo presente, dos intelectuais e das representações da utopia. Tem centenas de artigos publicados, colaborando com regularidade em publicações periódicas e blogues. Entre os livros publicados contam-se D. João V. Poder e espetáculo (1987), A Pena de Marte. O Discurso da Guerra entre os séculos XVI e XVIII (2000), O Poder da Imaginação. Juventude, Rebeldia e Resistência nos anos 60 (2003), Anos Inquietos, Vozes do Movimento estudantil em Coimbra, com Manuela Cruzeiro (2006), Do Activismo à Indiferença. Movimentos Estudantis em Coimbra, com Elísio Estanque (2007), Outubro (2009) e Tony Judt. Historiador e intelectual público (2017), ultimando neste  momento um novo livro sobre o impacto da Revolução Russa de 1917. É ainda diretor do Centro de Documentação 25 de Abril. 

MIGUEL CARDINA é investigador do Centro de Estudos Sociais e atualmente vice-presidente do Conselho Científico do CES. Foi membro da coordenação do Núcleo de Humanidades, Migrações e Estudos para a Paz (NHUMEP) entre 2013 a 2106. Recebeu em 2016 a bolsa Starting Grant do European Research Council (ERC - Conselho Europeu para a Investigação) na qualidade de coordenador do projeto de investigação «CROME - Crossed Memories, Politics of Silence. The Colonial-Liberation Wars in Postcolonial Times». É autor ou co-autor de vários livros, capítulos e artigos sobre colonialismo, anticolonialismo e guerra colonial; história das ideologias políticas nas décadas de 1960 e 1970; e dinâmicas entre história e memória.

 

 

Topo da página
Centro de Documentação 25 de Abril © 2017
Suporte: ucd25a@ci.uc.pt ; Sugestões: Formulário
www.cd25a.uc.pt
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional