• Sugestões de Melhoria e Reclamações

    Na Universidade de Coimbra, a sua opinião conta.

    Por isso criámos o Sistema Integrado de Melhorias: um canal aberto para a apresentação de sugestões de melhoria ou reclamações, possibilitando assim que o possamos servir cada vez melhor.

    Para manifestar a sua opinião específica sobre a página web UC.PT, clique aqui.

    Obrigada.
    Universidade de Coimbra

    Imagem de teste reCAPTCHA
    Captcha incorrecto.
    Escreva as palavras acima: Escreva os números que ouve:

O Pulsar da Revolução.Janeiro 1973

1 de Janeiro
•Caso da Capela do Rato: mantém-se a vigília e a greve de fome um grupo de católicos iniciara em 30 de Dezembro, sob o tema “a paz é possível”, e que logo nesse dia  for a duramente reprimida, quando uma força da polícia de choque, comandada pelo capitão Maltez Soares entra na Capela do Rato e prende setenta pessoas. Participaram destacadas figuras da oposição entre as quais se contavam Pereira de Moura, Luís Moita, Maria Benedita, Galamba de Oliveira, Nuno Teotónio Pereira, Homero Cardoso e os estudantes liceais Francisco Louçã e Miguel Teotónio Pereira.
 

2 de Janeiro
•Em consequência da vigília pela paz e dos acontecimentos na Capela do Rato doze funcionários públicos são exonerados por decisão do Conselho de Ministros, entre os quais, Francisco Pereira de Moura e Luís Moita.
 

6 de Janeiro
•Surge o semanário Expresso ligado à Ala Liberal da Assembleia Nacional. É seu director Francisco Pinto Balsemão.
 

10 de Janeiro
•O Patriarcado emite uma nota em que condena quer a " Vigília da Capela do Rato" quer a repressão policial que se lhe seguiu. Mais tarde o Patriarca demite o Padre Alberto Neto, responsável pela Capela do Rato.
 

16 de Janeiro
•Os deputados da Ala Liberal, Francisco Sá Carneiro e Miller Guerra fazem uma primeira intervenção na AN, condenando a atitude das autoridades no Caso da Capela do Rato.
 

17 de Janeiro
•A LUAR distribui um comunicado anunciando a prisão em França, de Palma Inácio. Será libertado no mês seguinte alegando a polícia francesa insuficiência de provas.
 

20 de Janeiro
•O líder do PAIGC, Amílcar Cabral é assassinado em Conackry, num atentado levado a cabo por guineenses dissidentes do PAIGC. O governo português atribuiu a responsabilidade desta acção ao Presidente da Guiné - Conakry, Sekou Touré enquanto que para o PAIGC se tratou de uma acção concebida pela PIDE/DGS ou pelo governador da Guiné António de Spínola.
 

25 de Janeiro
•Francisco Sá Carneiro renuncia ao seu mandato  de deputado afirmando: "não poder prosseguir sem quebra da sua dignidade pessoal". Uma semana depois, alegando idênticas razões, demite-se Miller Guerra.
Ainda em Janeiro
•Movimentos sociais em luta por melhores condições de trabalho: manifestação de bancários em Lisboa e greve de pescadores em Matosinhos, Aveiro e Figueira da Foz.

Topo da página
Centro de Documentação 25 de Abril © 2017
Suporte: ucd25a@ci.uc.pt ; Sugestões: Formulário
www.cd25a.uc.pt
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional