• Sugestões de Melhoria e Reclamações

    Na Universidade de Coimbra, a sua opinião conta.

    Por isso criámos o Sistema Integrado de Melhorias: um canal aberto para a apresentação de sugestões de melhoria ou reclamações, possibilitando assim que o possamos servir cada vez melhor.

    Para manifestar a sua opinião específica sobre a página web UC.PT, clique aqui.

    Obrigada.
    Universidade de Coimbra

    Imagem de teste reCAPTCHA
    Captcha incorrecto.
    Escreva as palavras acima: Escreva os números que ouve:
Homenagem a Luís Pascoal (1953-2019)

Luís Pascoal nas coleções do CD25A

Nota biográfica

Luis Pascoal era arqueólogo de profissão, com mestrado nessa área concluído na Sorbonne, Paris, durante o perído em que esteve exilado em França, por razões políticas, antes de 25 de abril de 1974.

Depois do seu regresso a Portugal em 1975, e como não lhe foi reconhecido pela Comissão de equiparações - área de hisória, então presidida pelo académico José Augusto França,  o diploma de mestrado, inscrveu-se e concluiu na ARCO a licenciatura em Design.  Trabalhou depois como arquélogo em diversos projectos de que se destacam as escavações de Idanha-a-Velha e elaboração da carta arqueológica de Cascais, mas "foi na museografia que a sua atividade mais o notabilizou, tendo sido o curador de inúmeras exposições e o criador do núcleo expositivo de muitos museus" entre os quais o Museu de Conímbriga, o Museu República e Resistência (na vila Grandela em Benfica), o museu do Vinho, no Pico e o Museu do Chiado - Galeria Telo de Morais, em Coimbra.

No início da década de 2000 dirigiu o Gabinete de Apoio aos Bairros Históricos, na Câmara Municipal de Lisboa e nessa qualidade chefiou a equipe que a CML enviou em cooperação à recém independente República de Timor-Leste, com a missão de executar as obras de requalificação do antigo Liceu de Dili  de forma a aí instalar a Universidade  de Díli.

A partir de 2005 e até 2009 trabalhou no Gabinete do Alto Comissário para a Integração das Minorias Étnicas, tendo também acompanhado as obras de requalificação do edificio onde o Gabinete ficou instalado, na frequesia dos Anjos (Lisboa). Destacou-se então pelo seu trabalho de acompanhamento das questões da Minoria Étnica Cigana, junto da União Europeia, trabalho que a doença interrompeu subitamente em 2009.

Colaborou com o Centro Documentação 25 de Abril a U. C. pela primeira vez em 1990. A ele, ao atelier Antevisão (que nessa altura contava não apenas com Luís Pascoal mas também com o arquitecto Rui Pimentel e o eng. Vítor Guerreiro) e a Silvana Bessone sua mulher, se devem algumas das grandes exposições que realizámos nas décadas de novente e dois mil.

A primeira de todas, também uma das primeiras sobre o 25 de Abril em Portugal, foi realizada em 1991 no Pátio da Inquisição em Coimbra e contou com a assessoria muito especial do também saudoso capitão Salgueiro Maia.

Luis Pascoal foi ainda amigo e doador do Centro de Documentação 25 de Abril

 

Inventário de arquivo doado

 

Lista dos documentos selecionados no arquivo do CD25A:

 

Vídeo - Extracto de entrevista realizada em 2015 por Miguel Cardina e Natércia Coimbra no âmbito do Projecto de História Oral do CD25A - Deserção e exílio.

 

Livros

- Colaboração em catálogo :

UNIVERSIDADE DE COIMBRA. Centro de Documentação 25 de Abril
Oposições : latitudes intercontinentais de um combate antifascista e anticolonialista / Centro de Documentação 25 de Abril : exposição documental : catálogo . - Coimbra : CD25A, 1997. - 56 p. : il. fotog. . - . - Disponível na Internet em: pdf

Jornais

- INSURREIÇÃO - BOLETIM DO COMITÉ DE DESERTORES PORTUGUESES NA DINAMARCA . VIBY-ARHUS, 1972 -
Insurreição : boletim do Comité de Desertores Portugueses na Dinamarca . - Viby-Arhus, Grundvingsvej, 22 - 8260 : CDPD, 1972 - . - Policopiado. - Publicação com grafia e tamanho diferentes. - Periodicidade: Quinzenal. - Espólio J. Quintela; C.P.I.  e L. Pascoal. Descrição baseada em nº 1 de 1972. Existências: nºs 1 a 3 (1972)

Panfletos

L'assassinat d' Amilcar Cabral / Militants anti impérialistes de l'usine et de  Billancourt. 1973. p1  p2

Fotografias

1997 - Luís Pascoal aquando da inauguração da exposição "Oposições". Palácio de Galveias (Lisboa)  12

1972 - Coleção "Trabalhadores portugueses emigrantes em Paris". Vários autores

 

Obituário

Notícias ao minuto - Morreu ao 56 anos o arqueólogo Luis Pascoal

TVI - Morreu o arqueólogo Luis Pascoal

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/cm-ao-minuto/detalhe/morreu-aos-65-anos-o-arqueologo-luis-pascoal

 

Topo da página
Centro de Documentação 25 de Abril © 2019
Suporte: ucd25a@ci.uc.pt ; Sugestões: Formulário
www.cd25a.uc.pt
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional